Gênesis 26

Olá queridos !

Esse lindo e precioso capitulo fala de erros que filhos repetem dos pais, fala de intrigas e como reagir a elas… fala sobre perdão e enfim, propósito de vida.

Antes de lê-lo vamos falar com Deus?

“- Pai, abra minha mente e meu coração. Quero entender e viver suas palavras. Ajude-me na caminhada para que a cada dia eu me pareça mais contigo e seja livre do mal que me aprisiona e não me deixa sair do lugar.
Em teu nome Jesus, Amem!”

GÊNESIS 26

Vamos dividir o texto em algumas partes? Entao vamos à primeira:
“Naquela região houve uma época de falta de alimentos, como tinha acontecido antes, no tempo de Abraão.
Por isso Isaque foi até a cidade de Gerar, onde vivia Abimeleque, o rei dos filisteus.

Ali o Senhor Deus apareceu a Isaque e disse:

“” — Não vá para o Egito.

Fique na terra que eu vou lhe mostrar. Por enquanto fique morando neste lugar, e eu estarei com você e o abençoarei.
Darei aos seus descendentes todas estas terras e assim cumprirei o juramento que fiz a Abraão, o seu pai.

Farei com que os seus descendentes sejam tão numerosos quanto as estrelas do céu e lhes darei todas estas terras.

Por meio dos seus descendentes eu abençoarei todas as nações do mundo, pois Abraão me obedeceu e cumpriu as minhas ordens, os meus mandamentos, as minhas leis e os meus ensinamentos.””

Assim, Isaque ficou morando em Gerar. Quando os homens do lugar lhe fizeram perguntas sobre a sua mulher, ele disse que ela era sua irmã. Rebeca era muito bonita, e Isaque tinha medo de dizer que ela era a sua mulher, pois pensava que os homens do lugar o matariam para ficarem com ela.

PRIMEIRA PAUSA:

Como assim? Isaque repetiu o mesmo erro do seu pai Abraão? Não é possível! Toda a dificuldade que Abraão teve ao dizer que Sara era sua irmã e não sua esposa, agora seu filho faz a mesma coisa?
Muitas vezes somos assim. Recriminamos ou achamos errado o erro do passado dos nossos pais, mas sem querer acabamos repetindo. Precisamos muito da ajuda do Espírito Santo para acertar onde já foi errado.

VAMOS CONTINUAR…

Isaque ficou ali muito tempo. Um dia Abimeleque, o rei dos filisteus, olhou por uma janela e viu Isaque acariciando Rebeca, a sua mulher.

Então Abimeleque mandou chamar Isaque e perguntou:

“” — Ela é a sua mulher, não é verdade? Por que você disse que ela era sua irmã? “”

“” – É que eu pensei que me matariam se eu dissesse que ela era a minha mulher — respondeu Isaque.

Então Abimeleque disse:

“” — Por que você nos fez isso? Um de nós poderia facilmente ter ido para a cama com ela, e você teria feito com que a culpa caísse sobre nós. “”

Então Abimeleque mandou a todo o seu povo o seguinte aviso:

“” – Se alguém tratar mal este homem ou a sua mulher, será morto.”

SEGUNDA PAUSA:

Isaque errou, a mentira, como dizem “tem perna curta”. Mas não permitiu que o erro governasse sua vida, deixando o passado no passado ele continuou e Deus o abençoou. Muitas vezes não vemos as bênçãos de Deus por que não conseguimos nos libertar de algo que o Senhor mesmo já nos libertou a muito tempo.

VAMOS CONTINUAR….

Naquele ano Isaque fez plantações ali e colheu cem vezes mais do que semeou, pois o Senhor Deus o abençoou. Ele foi enriquecendo cada vez mais e se tornou muito rico e poderoso. Isaque tinha tantas ovelhas e cabras, tanto gado e tantos empregados, que os filisteus acabaram ficando com inveja dele.

Por isso eles entupiram com terra todos os poços que os empregados de Abraão, o pai de Isaque, haviam cavado no tempo em que Abraão ainda estava vivo.

Até que um dia Abimeleque disse a Isaque:

“” — Vá embora da nossa terra. Você ficou muito mais poderoso do que nós.””

Isaque saiu dali, armou as suas barracas no vale de Gerar e ficou morando ali por algum tempo.

Ele tornou a abrir os poços que haviam sido cavados no tempo de Abraão e que os filisteus haviam tapado depois da sua morte.
E Isaque pôs nos poços os mesmos nomes que o seu pai havia posto.

Um dia os empregados de Isaque estavam no vale abrindo um poço e acharam uma mina de água.

Os pastores de Gerar discutiram com os pastores de Isaque, afirmando que a água era deles.

Por isso Isaque deu a esse poço o nome de “Discussão”.
Depois os empregados de Isaque abriram outro poço e por causa dele também houve discussão.

Então Isaque pôs nele o nome de “Inimizade”.
Isaque saiu dali e abriu outro poço.

E, como não houve discussão por causa desse, ele o chamou de “Lugar Espaçoso”.

Ele disse: — Agora o Senhor Deus nos deu um lugar espaçoso para viver nesta terra, e aqui vamos ficar à vontade.
Dali Isaque foi para Berseba. Naquela noite o Senhor apareceu a ele e disse:

“”— Eu sou o Deus de Abraão, o seu pai. Não tenha medo, pois eu estou com você. Por causa do meu servo Abraão, eu abençoarei você e farei com que os seus descendentes sejam muitos.””

Isaque construiu um altar ali e adorou a Deus, o Senhor.

TERCEIRA PAUSA:

O que tem te parado? Será que no lugar de Isaque nós não reclamaríamos e acharíamos que Deus deixou de nos abençoar ou nos abandonou? Pare de reclamar e vá cavar poços! Não deu certo na primeira ou na segunda, continue, a perseverança muda histórias.

CONTINUANDO…

Ele armou as suas barracas naquele lugar, e ali os seus empregados cavaram outro poço.

Certo dia Abimeleque saiu de Gerar e foi conversar com Isaque. Com ele foram o seu amigo Auzate e Ficol, o comandante do seu exército.

Isaque perguntou: — Por que é que vocês vieram falar comigo, se têm ódio de mim e até me expulsaram da sua terra?
Eles responderam: — Agora nós sabemos que o Senhor Deus está com você e pensamos que deveríamos fazer um trato com você, selado com juramento.

O trato é este: Você não nos fará nenhum mal, assim como nós não fizemos nenhum mal a você.

Nós fomos bondosos para você e deixamos que fosse embora em paz. Agora está claro que o Senhor o tem abençoado.
Então Isaque preparou um banquete, e todos eles comeram e beberam.

No dia seguinte eles se levantaram bem cedo e fizeram o trato, e cada um fez o seu juramento. Isaque se despediu deles, e eles foram embora como seus amigos.

Nesse mesmo dia os empregados de Isaque foram dar-lhe a notícia de que haviam encontrado água no poço que estavam cavando.

Isaque pôs nesse poço o nome de Seba, e por isso até hoje o nome daquela cidade é Berseba.

Quando tinha quarenta anos, Esaú casou com Judite, filha de Beeri, e com Basemate, filha de Elom, duas moças heteias(pagãs).
Essas duas mulheres amarguraram a vida de Isaque e de Rebeca.

QUARTA PAUSA:

Cuidado com as alianças que fazemos. Nem todas as portas, propostas são de Deus… Precisamos de direcionamento e ajuda do Espírito Santo todos os dias.

Isaque achou que não teria mais problemas ao fazer aliança com Abimeleque, contudo o ultimo verso do capitulo diz: ‘Essas duas mulheres amarguraram a vida de Isaque e de Rebeca.”
(Gênesis 26:1-35 NTLH)

FINALIZANDO:

Os erros dos nossos pais, não definem o nosso futuro, contudo precisamos aprender com eles e pedir ajuda ao Espírito Santo para sermos melhores, ou então repetiremos os mesmos erros.

Nem tudo que parece bom é realmente bom. Quando Jesus estava sendo tentado no deserto (Mt4) o diabo incitou Jesus a transformar a pedra em pão para se alimentar, alias Jesus estava com fome, mas Jesus não trocou o temporário (pão) pelo eterno (pedra).

Deus conhece o futuro e sabe o que é o melhor. Peça ajuda.

ORANDO

Pai, eu não sei o que é o melhor pra mim, mas Tu sabes, Me ajuda, a cada manhã, orar ao Senhor e pedir a sua direção para o meu dia, fazendo assim, saberei que o Senhor está cuidando de cada detalhe.
Me ajuda a aprender a depender mais do Senhor.
Em nome de Jesus, Amem.

Com carinho e orações

Pastora Bianca Toledo